Denúncias     Ficha de Filiação     Atualização Cadastral     Fale Conosco  
 Sinergia-ES participa de Fórum sobre Reformas Trabalhista e Previdenciária

O presidente do Sinergia-ES, Edson Wilson(Edinho), participou como debatedor, representando a CUT, no I Fórum de debates sobre a Reformas Trabalhista e Previdenciária. O evento foi promovido pelo Sindicato dos Técnicos do ES (Sintec-ES), presidido por Bernardino José Gomes, no dia 8/07, no IFES, e transformado em audiência pública do Senado.

 Edinho integrou a mesa sobre Reforma Previdenciária juntamente com o senador Paulo Paim, o Procurador-chefe do Ministério Público Federal do Trabalho do ES, Estanislau Tallon Bozi, e o advogado especialista em direito previdenciário, José Roberto Lopes dos Santos.

O evento também teve a participação da desembargadora do Trabalho, Ana Paula Tauceda Branco; da representante da Federação Nacional dos Técnicos Industriais e Confederação Nacional das Profissões Liberais, Zilmara David Alencar; e do representante da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Luiz Fernando Barbosa dos Santos, que foram os debatedores da mesa sobre Reforma Trabalhista.

Ameaça aos trabalhadores

O Fórum contou com público representativo de diversas categorias profissionais, estudantes e sociedade em geral. O senador Paulo Paim apresentou projetos de lei e de emendas constitucionais que tramitam no Senado e que darão grandes prejuízos para a classe trabalhadora caso sejam aprovados. Entre eles estão o PLC 30/2015 da Terceirização das Atividades-Fim, que ameaça os direitos dos/as trabalhadores/as e precariza o emprego. Conforme Paim, de cada cinco mortes no trabalho quatro são de trabalhadores de empresas terceirizadas; de cada 10 acidentes de trabalho oito são de empregados das terceirizadas; as diferenças salariais variam de 25% a 70% e 80% das ações na Justiça do Trabalho vêm das empresas terceirizadas.

O senador citou também o PL 4193/2012, conhecido por «PL do negociado sobre o legislado», que coloca as negociações coletivas acima da legislação trabalhista, ameaçando os direitos dos trabalhadores garantidos na CLT.

Paim ressaltou ainda a PLS 432/2013, que regulamenta o trabalho escravo em vez de proibí-lo.

Mobilização

Com relação às mudanças na Previdência, o procurador Estanislau Tallon Bozi afirmou que as alterações precisam ser discutidas com a sociedade e não podem ser definidas “com uma canetada”.

O presidente do Sinergia-ES, Edson Wilson (Edinho), relatou o perigo da PLC da Terceirização e das mudanças na Previdência.

Segundo Edinho, a redução dos salários com a terceirização das atividades-fim afeta diretamente o financiamento da Previdência.

«O governo provisório assumiu os compromissos da pauta neoliberal, como a instituição da idade mínima e reajustes menores do que o INPC para aposentados. Fico imaginando eletricistas de 65 ou 70 anos carregando escada e tendo que subir em postes ou trabalhadores em serviços pesados na construção civil ou agricultura na ativa com esta idade”, frisou Edinho.

Home Voltar Versão para Impressão Divulgar

Av Lourival Nunes, 486, Jardim Limoeiro - Serra - ES - CEP 29164-050 Telefone: (27) 3204-3000 - sinergia-es@sinergia-es.com.br
Copyright © 2010 All rights reserved - Powered by: Best View